Inicia hoje reunião de directores provinciais da Edições Novembro

Cabinda acolhe, hoje, a sexta reunião dos directores provinciais da Edições Novembro, produtora dos Jornais de Angola, dos Desportos e de Economia & Finanças.
O encontro, orientado pelo presidente do Conselho de Administração da empresa, José Ribeiro, vai fazer o balanço das conclusões e recomendações da quinta reunião de directores provinciais, realizada, em 2009, no Kwanza-Sul.
O PCA vai informar aos participantes sobre estratégia da empresa para o período 2011/2014 e apresentar o Conselho da Administração, seu objectivo e tempo de mandato e revelar a documentação que rege seu funcionamento.
O sexto encontro de directores provinciais da Edições Novembro, que conta igualmente com a presença dos administradores executivos e não executivos, vai também passar em revista a situação actual da empresa e a modernização das direcções provinciais.
A reunião vai abordar e traçar estratégias que permitem que os produtos das Edições Novembro possam circular com mais fluidez em todo país.
Ontem, de manhã, a delegação visitou o campo petrolífero de Malongo, onde se inteirou do funcionamento da actividade da indústria petrolífera, especialmente o bloco zero, constituído pela Sonangol, Chevron, Total e Eni Angola, que produz diariamente 552 barris proveniente de 548 poços activos. A delegação foi informada pelo director das operações, Artur Custódio, e por outros quadros superiores da campainha sobre a evolução da actividade petrolífera em Cabinda, cujos trabalhos de prospecção, iniciados em 1967, resultaram, um ano depois, na primeira produção.
O director das operações da Chevron disse que a empresa prima por uma actividade petrolífera de excelência, onde a segurança, ambiente e produção constituem o maior “slogan”.

O processo de angolanização, que consiste em substituir gradualmente os quadros estrangeiros, caminha satisfatoriamente, disse, salientando que 98 por cento das operações em “Offshore” (marítimas) são asseguradas por nacionais.
O presidente do Conselho de Administração da Edições Novembro, José Ribeiro, agradeceu a disposição da Chevron e associadas do bloco zero, manifestando o desejo de haver estreitamento de relações laborais.
“Estão num bom caminho, o vosso nível de excelência orgulha-nos e também constitui o nosso desejo”,frisou.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA