II Mostra de Jovens Criadores da CPLP constitui destaque da semana

Luanda – A II Mostra de Jovens Criadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que decorre na capital angolana, Luanda, e com término marcado para domingo, bem como a reunião de ministros da Juventude da respectiva comunidade, realizada sexta-feira na cidade de Benguela, constituem os destaques informativos dos últimos sete dias.
Na abertura da amostra, o ministro da Educação de Angola, Mpinda Simão, a quem coube a honra de proceder a inauguração, disse que constitui um espaço de intercâmbio, partilha de experiências e, sobretudo, de convívio.
Mpinda Simão disse que os jovens congregados vão poder compreender-se melhor e trabalhar em conjunto para o desenvolvimento da comunidade de língua oficial portuguesa e dos meios onde vivem.
Por sua vez, no mesmo acto, o ministro angolano da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, referiu que a II Mostra de Jovens Criadores da CPLP é um espaço temático que pode ajudar na resolução de muitos problemas que os respectivos estados enfrentam, através da capacidade criativa da juventude.
Quanto à IV Reunião da Conferência de Ministros Responsáveis pela Juventude e Desportos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), cuja abertura foi presidida pelo vice-ministro da República Federativa do Brasil, Waldemar de Sousa, decorreu sob o lema “Juventude, a energia inovadora da CPLP”.
O evento visou fortalecer as relações de amizade e promover a cooperação multilateral entre os estados-membros da organização, tendo no topo da agenda do encontro a discussão a volta dos Jogos Desportivos da CPLP de 2012 que se realizam em Portugal, para além da situação actual da juventude no domínio do emprego, formação académica e profissional.
No domínio da Saúde, constituiu destaque as declarações do ministro da Saúde, José Van-Dúnem, em Nova Iorque, segundo as quais Angola figura entre os países com baixa prevalência do HIV, variando de 0.8 a 7 porcento e uma mediana de 2 porcento.
Discursando na Reunião de Alto Nível das Nações Unidas sobre a Sida, em representação do Presidente José Eduardo dos Santos, o ministro afirmou que apesar dos obstáculos, próprios de uma país em reconstrução, o Governo tem expandido o acesso à prevenção, tratamento, cuidados e apoio gratuitos.
Outro assunto destacado pela media angolana ao longo da semana tem haver com a declaração do ministro da Administração Pública, Emprego e Segurança Social, Pitra Neto, em Genebra (Suíça), segundo a qual o governo e parceiros sociais têm trabalhado na melhoria das condições institucionais, legais e técnicas para atrair e facilitar o investimento, factor importante para a geração de emprego.
Para o governante, que intervinha na 100ª Conferência Internacional do Trabalho, apesar dos efeitos devastadores da guerra no país, durante quase três décadas, até 2002, a sociedade angolana enfrenta com realismo e pragmatismo os desafios da reconciliação e reconstrução nacional, notórios nos resultados positivos dos nove anos de paz.
Culturalmente, a semana ficou marcada com a realização de quatro espectáculos do músico cabo-verdiano Tito Paris, no âmbito das celebrações dos 13 anos de existência da promotora angolana Casa 70. Durante a sua actuação, o cabo-verdiano contou com as participações dos angolanos Paulo Flores e Yuri da Cunha.
O anuncio da 3ª edição do Festival Internacional de Jazz de Luanda, confirmado para 29,30 e 31 de Julho, na capital angolana, foi outro destaque na vertente cultural ao longo da semana.
Para o evento estão já confirmados, entre muitos outros, os músicos angolanos Simmons Mansini, e Kanda.

Font: Angop

DEIXE UMA RESPOSTA