Hospital municipal de Cacuso carece de ambulância

Cacuso – O hospital municipal de Cacuso, a 75 quilómetros a norte da cidade de Malanje, carece de uma ambulância para a transportação dos doentes para a cidade de Malanje, pois a única que havia está avariada.
A informação foi prestada hoje, quinta-feira, à Angop, pela chefe de secção municipal de saúde, Cecília Mateus, referindo que esta situação tem criado muitos transtornos na evacuação de pacientes que carecem de atenção especial.
Cecília Mateus disse ainda que diariamente o hospital municipal atende em média 100 pacientes com diversas patologias.
Precisou que, durante o primeiro trimestre deste ano, o hospital atendeu seis mil e 800 doentes com diversas patologias, destaque para as diarreias agudas, malária, conjuntivite, entre outras.
Acrescentou que o município dispõe apenas de 64 enfermeiros nacionais e três médicos de nacionalidade Cubana, número insuficiente para garantir uma assistência sanitária eficiente nos 10 postos de saúde do município.
Segundo a responsável, são necessários para uma cobertura mais abrangente pelo menos mais 20 enfermeiros e alguns médicos.
Faz saber que não problemas em termos de medicamentos porque as unidades sanitárias são abastecidas regularmente pela direcção provincial de saúde.
Por outro lado, a chefe de repartição de saúde de Cacuso, Cecília Mateus fez saber que para o combate à malária no município criou-se uma equipa de mobilização que tem como objectivo distribuir redes mosquiteiras e sensibilizar as populações sobre a prevenção da doença.
O município de Cacuso conta com quatro comunas, nomeadamente Kizenga, Pungo-andongo, Soqueco e Lombe, cuja população é maioritariamente camponesa.

Font: Angop

DEIXE UMA RESPOSTA