Georges Chikoti pede debate sobre os assuntos regionais

O ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, elogiou ontem, em Luanda, a iniciativa dos jovens em trazerem à discussão assuntos que preocupam o continente africano.
Georges Chikoti falou ao Jornal de Angola à margem da Reunião Regional da Federação Mundial da Juventude Democrática, que discutiu, entre outros assuntos, a situação na Costa do Marfim e na Líbia.
O ministro disse que a iniciativa mostra que “a juventude africana está a tomar consciência dos problemas que afectam o continente. Estou impressionado com a juventude africana, sobretudo a angolana, que hoje está reunida aqui e manifesta interesse no conhecimento profundo do novo tipo de conflito que África está a viver”, disse. Georges Chikoti falou igualmente da actuação da União Africana no conflito líbio e disse que, apesar de tardia, “não legitima necessariamente o uso da força que está sendo utilizada lá”. Frisou que, havendo um painel de Chefes de Estado, que está a trabalhar na base da agenda da União Africana, os africanos têm de ser ouvidos.
Georges Chikoti disse que “qualquer vida é importante” e que “não há razões para que haja uma guerra. O mais importante é que os líbios encontrem um roteiro que lhes permita fazer uma transição pacífica”, disse.
O ministro afirmou ser altura dos países Ocidentais começarem a levar em consideração as ideias dos africanos, além de interpretarem correctamente as resoluções das Nações Unidas.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA