Frio muda hábitos e costumes

O frio que se faz sentir na cidade de Ndalatando, capital do Kwanza-Norte, próprio da época de Cacimbo, está a obrigar a população a comprar roupa mais quente, mantas e cremes hidratantes para a pele, de forma a evitar o surgimento de doenças e outros sintomas causados pelas baixas temperaturas.
Durante uma ronda feita pela equipa de reportagem do Jornal de Angola foi possível verificar que os preços de casacos, calças, camisas e camisolas, cobertores e colchas estão mais caros em relação ao tempo de calor, principalmente nas boutiques e mercado paralelo de Ndalatando.
A proprietária da boutique “Mourinho”, Lurdes Nunes, afirmou que há muita procura por parte da juventude e não só. Conta que, actualmente, devido à mudança de clima, as roupas para o frio, tanto para homens como para mulheres, são as mais solicitadas.
Salientou que os preços variam muito na roupa para meninas, que é mais cara que a dos rapazes. As sapatilhas masculinas vendem-se a 100 dólares, quando antes custavam seis mil kwanzas, e os vestidos variam segundo a marca mas rondam os 12 mil, as camisas seis mil e os sapatos oito mil.
“Homens e mulheres enchem todos os dias as poucas lojas e boutiques que existem na cidade para comprar casacos e calças, sapatos fechados, cobertores e colchas e outros acessórios para enfrentar o frio que já se faz sentir”, concluiu Lurdes Nunes.
Comparados com os da venda ambulante, os preços estão mais baixos, disse Madalena Gomes, vendedora do bairro Tala-Hady. Explicou que nesta época do ano vale a pena vender casacos para o frio, porque as pessoas os procuram e o negócio é despachado mais depressa. “Vendemos cada peça de criança ou de adulto a 1.500 kwanzas”, afirmou.
Mais de 30 jovens de ambos os sexos foram unânimes em afirmar que a época do Cacimbo é a mais propícia para avaliar quem sabe conciliar a moda e vestir devidamente. Nilsa Arieth, 28 anos, diz que nesta época procura variar a indumentária, de forma a apresentar um estilo actualizado, envergando casacos, botas e outros acessórios que complementam a beleza feminina.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA