Ler Agora:
Destruídas várias quantidades de droga
Artigo completo 2 minutos de leitura

Destruídas várias quantidades de droga

A direcção provincial da Investigação Criminal do Kwanza-Sul procedeu, sexta-feira, no Sumbe, à destruição de 4.285 plantas de canabis, vulgo liamba, no quadro da jornada comemorativa do Dia Mundial da Luta contra as Drogas, assinalado ontem.
O porta-voz do Comando Provincial da Policia Nacional, subintendente Rodolfo Óscar, disse que foram destruídas 1.231 folhas, equivalentes a 350 quilogramas de canabis e 120 pedras de crack, apreendidas nos últimos 12 meses.
A destruição ocorreu nas imediações do Sumbe e foi testemunhada pelo Procurador da República junto da Direcção Provincial de Investigação Criminal, Américo Jamba, oficiais do comando provincial da Polícia Nacional do Kwanza-Sul e autoridades administrativas e tradicionais.
Na ocasião, o porta-voz do comando provincial da Polícia Nacional afirmou que “o acto de destruição mostra o empenho dos distintos órgãos do Ministério do Interior na luta contra as drogas”.
Revelou que foram detidos 173 cidadãos nacionais, sendo quatro do sexo feminino, por consumo e venda de drogas.
O porta-voz do comando da Polícia Nacional do Kwanza-Sul disse que os municípios de Cassongue, Mussende, Seles e Amboim foram os que apresentaram índices de drogas.
Quanto à droga pesada, como o crack, Rodolfo Óscar realçou que é mais frequente nos municípios localizados no litoral, Sumbe e Porto Amboim.

Rodolfo Óscar considerou preocupante o crescente envolvimento de mulheres neste tipo de crime.

Bengo

Enquanto isto, o comando provincial do Bengo da Polícia Nacional procedeu sábado, em Caxito, à queima de 1.753 quilogramas de cannabis (liamba) apreendida durante várias operações.
Em declarações à imprensa, o chefe de Departamento de Narcotráfico da Direcção Provincial de Investigação Criminal, inspector Leonardo Cassoma, explicou que a droga foi apreendida nos oito municípios da província, no período compreendido entre Junho de 2010 e princípio deste mês.
O acto de destruição foi testemunhado pelo administrador municipal do Dande, Mateus Domingos Diogo Manuel, que na ocasião destacou o trabalho da Polícia Nacional na contenção dos níveis de criminalidade no município que administra.

 

Fonte: Jornal de Angola

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »