Damasco abre o diálogo com forças da oposição

As autoridades da Síria anunciaram para breve a realização de um diálogo nacional com a oposição com vista a pôr termo à crise que assola o país há mais de três meses.
De acordo com a agência de notícias estatal Sana, o Governo sírio vai negociar com a oposição os termos da criação de um diálogo nacional no próximo dia 10 de Julho.
Numa primeira fase, as duas partes devem discutir as emendas constitucionais prometidas recentemente pelo presidente Bashar Assad.  Entre as mudanças, está o artigo que outorga hegemonia ao Partido Baath, que governa o país há mais de 40 anos. Esta revogação é uma das principais reivindicações da oposição.
A oposição não respondeu ao anúncio, mas, numa reunião pública realizada em Damasco pediu uma transição pacífica para um regime democrático na Síria.
“Há dois caminhos, o primeiro claro e não negociável, que visa uma transição pacífica para um regime democrático e que vai salvar o nosso povo e o nosso país. Há outro caminho, que leva ao desconhecido e que destrói a todos”, afirmou o opositor Munzer Jaddam, presidente da reunião.
“Fazemos parte do povo e optamos pelo primeiro caminho com o povo. Os que se negam a segui-lo vão para o inferno”, acrescentou.
Foi a primeira vez desde o início da revolta que os opositores se reuniram de forma aberta em Damasco. O país enfrenta desde 15 de Março protestos liderados pela oposição.

 

 

 

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA