Crescimento da economia da Rússia

A Rússia apresenta boas perspectivas em relação ao desenvolvimento económico nos próximos anos
A Rússia apresenta boas perspectivas em relação ao desenvolvimento económico nos próximos anos

Uma conjuntura favorável nos mercados das matérias-primas impulsionou a economia russa. O Índice de Actividade Empresarial (IAE), calculado pela Associação de Gestores e publicado mensalmente pelo RBK Daily, registou em Abril um crescimento máximo anual.
Mas a dinâmica instável dos componentes do índice testemunha que este crescimento pode cessar nos próximos meses. Os factores principais de incerteza continuam a ser uma alta inflação, o crescente volume das importações, o difícil acesso ao crédito e um fardo fiscal excessivo.
Em Abril, o IAE aumentou 0,9 por cento em comparação com Março, constituindo o valor máximo registado este ano. Desde o início de 2011, o índice cresceu 1,6 por cento, valor muito inferior ao registado no ano passado (4,4 por cento). O valor absoluto do índice alcançou 186,7 pontos, estabelecendo mais um máximo anual.
O crescimento foi devido a uma subida considerável dos índices industrial e comercial, ao mesmo tempo que a dinâmica dos restantes componentes continua a ter um carácter de estagnação.
Outro resultado importante do mês consiste em que pela primeira vez neste ano todos os componentes do IAE foram positivos. A dinâmica mensal comparativa de componentes continua a ser diferente, testemunhando que o crescimento em Abril é por enquanto instável e assenta principalmente no componente de matérias-primas. Por enquanto não se visualiza um modelo estável de crescimento da economia russa em perspectiva de médio prazo.
Infelizmente, tal resultado positivo, longamente esperado, pode durar pouco tempo devido aos crescentes problemas na economia mundial. A Rússia corre o risco de não obter investimentos estrangeiros apesar da intenção de facilitar as condições de investimento nos sectores económicos não estratégicos. No início do Verão vai ser formado na Rússia um fundo de investimentos directos que vai co-financiar investimentos estrangeiros em projectos russos. Contudo, os investidores estrangeiros podem diminuir o interesse em relação às economias em desenvolvimento.
A situação nos mercados internacionais favorece actualmente a Rússia. No “Relatório do Desenvolvimento Mundial – 2011”, o Banco Mundial referiu a Rússia entre os países em que o nível de rendimento da população supera o índice médio. O sector petrolífero foi o principal estimulador da economia em 2000-2005. Entre 2000 e 2008, o preço do petróleo subia 20-25 por cento ao ano e a economia da Rússia crescia, em média, sete por cento. Em 2005-2008, a economia cresceu à conta de um boom de consumo. Actualmente, este mecanismo não funciona mais: todas as tentativas de estimular o consumo aceleram o crescimento das importações e da inflação.

 

A produção industrial cresceu no primeiro trimestre 5,9 por cento em comparação com o período análogo de 2010, mas, ao mesmo tempo, os preços ao produtor subiram 6,9 por cento. O afrouxamento dos ritmos de crescimento da produção industrial e dos preços grossistas diminui a probabilidade do Banco Central elevar as taxas de juro em Abril. Os preços grossistas cresceram 1,3 por cento em comparação com os 3,3 por cento registados no mês anterior.

 

 

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA