Consumidor aumenta nível de confiança

Os resultados de uma sondagem da Fundação Getúlio Vargas (FGV), divulgada no fim-de-semana, revelam um aumento do nível de confiança do consumidor brasileiro na economia do país, após três meses de relativo pessimismo.
O chamado Índice de Confiança do Consumidor aumentou, entre Maio e Junho, de 115,4 pontos para 118 pontos. O índice ainda está abaixo da pontuação verificada em idêntico mês (119,3 pontos) do ano passado. A pesquisa foi feita em dois mil domicílios de sete cidades.
As respostas foram recolhidas entre os dias 1 e 20. Os inquiridos responderam sobre a sua situação actual financeira e as expectativas para os próximos meses.
A FGV concluiu que a satisfação dos consumidores sobre a situação financeira familiar atingiu o ponto máximo desde o início da série histórica da pesquisa, em 2005, batendo os 120 pontos. O índice que reflecte as expectativas dos consumidores, entre Maio e Junho, também melhorou, passando de 103,8 para 107,1 pontos, mas está abaixo da pontuação registada em Junho do ano passado, que foi de 112,5 pontos.
O entusiasmo que tomou conta da população nos últimos anos, devido ao forte crescimento económico, deu a impressão a muitos brasileiros que o futuro tinha chegado ao país. Entre Julho de 2009 e Maio deste ano, já com o país plenamente recuperado dos estragos da crise mundial, 13,3 milhões de pessoas ascenderam às classes A, B e C.
Nas duas primeiras, que formam o topo da pirâmide social brasileira, o aumento proporcional foi mais expressivo: 12,8 contra 11 por cento da tradicional classe média.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA