Construção de moradias

O município do Balombo, província de Benguela, vai contar, nos próximos anos, com mais 350 residências, das quais 200 na sede do município e 50 em cada uma das comunas, com vista a albergar quadros e técnicos.
A informação foi tornada pública, há dias, pelo administrador municipal do Balombo, Júlio Santos, acrescentando que a empreitada foi adjudicada a uma empresa chinesa.
Em declarações ao Jornal de Angola, Júlio Santos acrescentou que, no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP) para 2011, está igualmente previsto a construção de dez residências para trabalhadores da função pública.
A administração está a consciencializar as pessoas que já possuem casas definitivas de que há uma lei de venda do património habitacional e foi criada uma comissão para esclarecer os cidadãos interessados em comprá-las ou arrendá-las.
“Lançámos um repto às pessoas que comprarem essas residências, para que melhorem a imagem, preservem e conservem esses imóveis, porque notamos que ainda existem vestígios da guerra e o país já está há nove anos em paz”. Para o administrador, se o arrendatário não cumpre as cláusulas do contrato o mesmo pode ser rescindido a favor de outros cidadãos.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA