Comércio registou défice

A cidade de Harare vive mais de importações
A cidade de Harare vive mais de importações

O Zimbabwe registou um défice comercial de 557,6 milhões de dólares durante o primeiro trimestre deste ano, anunciou o Ministério das Finanças num comunicado emitido em Harare.
Segundo esta nota, as exportações ultrapassaram ligeiramente os mil milhões de dólares durante este período, ao passo que as importações ficaram em 1,5 mil milhões.
“O défice comercial, de 557,6 milhões de dólares, agravou-se durante os três primeiros meses do ano contra um défice de 496,9 milhões registado no ano passado durante o mesmo período”, sublinhou o comunicado.
De acordo com o Ministério das Finanças, a subida dos preços dos combustíveis é responsável por uma maior parte do aumento do volume das importações.
Além dos combustíveis, os produtos de primeira necessidade compõem igualmente uma parte importante destas importações.
A economia deste país da África Austral está a restabelecer-se de 10 anos consecutivos de um declínio que provocou uma dependência acrescida dos produtos importados, com a maioria das empresas a funcionarem abaixo das suas capacidades.

 

 

 

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA