Ler Agora:
Combate à malária na mulher grávida reuniu em Benguela técnicos de saúde
Artigo completo 2 minutos de leitura

Combate à malária na mulher grávida reuniu em Benguela técnicos de saúde

Um grupo de técnicos e supervisores de saúde, no município do Caimbambo, 116 quilómetros a sul da cidade de Benguela, terminou ontem um seminário sobre o combate da malária em mulheres grávidas, promovido pela organização Cruz Azul.
O encontro, que com duração de uma semana, teve como objectivo aumentar os conhecimentos e habilidades técnicas dos profissionais de saúde para a prevenção e controlo da malária na comunidade, particularmente em crianças e mulheres grávidas.
Os participantes foram informados sobre a nova metodologia de controlo e prevenção da malária, utilizando o sistema de gestão e reconhecimento dos serviços com base em padrões internacionais. O responsável da Cruz Azul em Benguela, Castilho Singela, disse que depois desta etapa vão ser formados os líderes comunitários, para contribuírem para a redução da morbilidade e mortalidade materno-infantil por malária na gravidez e aumentar os conhecimentos dos técnicos.
O responsável afirmou que a Cruz Azul tem estado a formar os líderes comunitários para aproximar os doentes aos centros de saúde.
O seminário foi orientado por técnicos da Direcção Provincial de Saúde.
A malária é a principal causa da morte em Angola e as autoridades sanitárias realizam constantemente campanhas de prevenção contra a doença, que incluem  o uso do mosquiteiro impregnado e o melhoramento da higiene.

in Jornal de Angola

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »