Cineasta Steven Spielberg retoma “Parque Jurássico”

Dez anos depois do lançamento do último filme “Parque Jurássico”, o realizador Steven Spielberg revelou ontem à revista americana “Hollywood Reporter” que está a preparar o quarto título da série.
De acordo com aquela publicação, Steven Spielberg já trabalha as ideias do filme, ao lado do argumentista Mark Protosevich. O estúdio Universal e o cineasta, que realizou os dois primeiros títulos da série, têm procurado acertar os últimos pormenores para garantir o regresso da “ilha dos dinossauros” aos cinemas.
A série, baseada no livro do escritor Michael Crichton, de 1990, está parada há dez anos, desde o lançamento do filme “Parque Jurássico 3”, realizado pelo cineasta Joe Johnston e escrito por Peter Buchman, com Jim Taylor e Alexander Payne.
Intitulado “Parque Jurássico”, a primeira longa-metragem da série chegou aos cinemas em 1993 e teve um lucro de 915 milhões de dólares. O segundo título, “O Mundo Perdido”, arrecadou 619 milhões de dólares, enquanto o terceiro conseguiu 369 milhões de dólares nas vendas de bilheteiras.
O “Parque Jurássico” é um filme de ficção científica que foca a sua história no trabalho de um grupo de paleontólogos que visita um parque temático com dinossauros ressuscitados por clonagem. Porém, um funcionário traidor desliga os sistemas de segurança do parque e cria o maior terror.
Apesar de possuir ressalvas na falta de desenvolvimento de história e personagens em oposição ao visual impressionante, o primeiro filme da série recebeu inúmeras ovações da crítica dos EUA e tornou-se um grande sucesso comercial, tendo sido mesmo, na época, o maior êxito de bilheteiras, ocupando actualmente a 14ª posição entre os filmes com maior lucro de vendas. O título foi aclamado também como um marco dos efeitos especiais da época, produzidos pela Industrial Light & Magic (computação gráfica) e Stan Winston Studios (animatrónica).

DEIXE UMA RESPOSTA