Brasileiro Graziano presidente da FAO

O brasileiro José Graziano da Silva foi eleito, em Roma, director-geral da organização das Nações Unidos para a Alimentação e Agricultura (FAO), tornando-se no primeiro representante da América do Sul a dirigir esta agência de luta contra a fome.
Graziano foi escolhido numa votação entre ele (92 votos) e o ex-ministro espanhol dos Negócios Estrangeiros, Miguel Moratinos (88) para suceder ao senegalês Jacques Diouf, que esteve no cargo nos últimos 17 anos.
Ex-ministro da Segurança alimentar do Governo de Lula da Silva (2003-2010), Graziano é considerado “o pai” do programa brasileiro de luta contra a fome “Fome Zero”.
“Fome Zero” contribuiu, segundo o balanço dos dois mandatos de Lula da Silva, para retirar 24 milhões de pessoas da situação de pobreza extrema em cinco anos e a reduzir em 25 por cento a subalimentação no Brasil.
O desafio agora para Graziano é infinitamente maior. O mundo tem 925 milhões de pessoas subalimentadas e em cada seis segundos uma criança morre vítima de problemas ligados à malnutrição.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA