Avançado queniano antevê dificuldades

Alan Wanga, avançado queniano, que já representou o Petro de Luanda, disse, ontem, aos jornalistas, que antevê um jogo difícil, com Angola, no domingo, às16h00, no Estádio 11 de Novembro.
A partida é referente á quarta jornada do Grupo J de apuramento para o Campeonato Africano, a decorrer no próximo ano no Gabão e na Guiné-Equatorial.
Wanga afirmou conhecer bem a selecção angolana e alguns dos seus jogadores, de quem foi colega nas duas temporadas que defendeu as cores do Petro de Luanda.
“Dada a posição que Angola ocupa no grupo, sei que o jogo de domingo é de extrema importância para as aspirações dos Palancas nesta competição”, referiu.
A jogar actualmente no Hagl, da primeira divisão vietnamita, o avançado que já rubricou cinco golos em 12 jornadas, salientou a paixão do público angolano pelo futebol, prevendo que o 11 de Novembro esteja cheio no domingo, com todos a torcerem por uma vitória dos Palancas Negras.
Ausente do jogo da primeira-mão, em Nairobi, o ex-tricolor mostrou-se satisfeito com o regresso e promete dar o melhor para conseguir um lugar na equipa titular.
Wanga revelou que os quenianos residentes em Luanda pretendem formar uma claque de apoio aos Harambee Stars e que está prevista a deslocação a Luanda de um grupo de apoiantes provenientes de Nairobi.

Ontem, os quenianos realizaram dois treinos, no Estádio dos Coqueiros, durante os quais o técnico Zedekia Otieno voltou a rever a circulação de bola entre os três sectores, como aconteceu no dia anterior.
Na última meia hora deu prioridade ao sector defensivo, exigindo atenção redobrada e pressão sobre o homem com bola, modelo de jogo utilizar no domingo.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA