Aulas de civismo no ensino geral

A directora Nacional do Ensino Geral, Luísa Grilo, anunciou ontem, em Luanda, a criação, em todas as províncias do país, de “programas de boas práticas” dirigidos às crianças, com base na realidade de cada uma.
Em declarações ao Jornal de Angola durante o V Fórum sobre a Criança, que hoje termina em Luanda, Luísa Grilo explicou que de trata de programas integrados, que vão envolver actividades desportivas, educação musical, boas maneiras e aulas de civilidade.
Para a directora Nacional do Ensino Geral, estes programas vão contribuir para o desenvolvimento integral da criança. “A nível de cada província e municípios estão a ser desenvolvidos vários projectos de boas práticas, para permitir que as crianças convivam e vivam com outras em pé de igualdade”, sublinhou.
A criação de programas integrados de boas práticas sociais, sublinhou, será uma das formas de integração e inclusão social das crianças a nível da comunidade.
Na sua opinião, os municípios que, até ao momento, não desenvolveram qualquer projecto nesse sentido devem criá-los, para que possam manter as crianças ocupadas com actividades socialmente úteis.
“Estes projectos vêm mostrar que os investimentos públicos podem produzir uma diferença na vida e no bem-estar das crianças”, acrescentou. A experiência de boas práticas que está a ser implementada no município do Andulo, Bié, foi um dos temas abordados no segundo dia de debates do Fórum.
Ontem, também foi apresentado o trabalho de integração e inclusão social da comunidade de um grupo de minoria étnica no Kuando-Kubango.

No âmbito do programa de boas práticas, foi dado o exemplo de Luanda, através do projecto Kapossoka, onde crianças do ensino público do município da Samba beneficiam de educação musical.
Luísa Grilo apelou aos empresários nacionais para colaborarem com o governo neste projecto.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA