Ler Agora:
Arrecadação de receitas pela Polícia portuária
Artigo completo 2 minutos de leitura

Arrecadação de receitas pela Polícia portuária

A comandante da Polícia Fiscal na dependência da instituição no Porto de Luanda

A Unidade da Polícia Fiscal no Porto de Luanda arrecadou, de Janeiro de 2010 até Abril deste ano, 235 mil milhões de kwanzas em fiscalizações aduaneira, anunciou, ontem, o seu comandante.
Daquele valor, disse, 57 mil milhões foram cobrados no primeiro trimestre.
O superintendente chefe Alberto França, que fez as revelações no VI Conselho Consultivo Alargado da unidade, frisou que a arrecadação apenas foi possível pela participação dos efectivos da Polícia Fiscal local, “que tem feito todo o esforço, em colaboração com os efectivos da Alfandega, para salvaguarda os interesses legítimos do Estado”.
O oficial de polícia referiu que, no mesmo espaço de tempo, a unidade verificou o desalfandegamento 288.590 toneladas de mercadorias diversas, 7.066 volumes, 447 viaturas, 11 máquinas, 13.624 contentores de 20 pés e 7.950, de 40 pés.
O Porto de Luanda, disse, constitui um dos principais objectivos estratégicos do Estado e, devido à situação de guerra que o país viveu, o parque produtivo e industrial ficou dilacerado, estando dependente, em 90 por cento, de importações de bens essenciais que transitam por aquela infra-estrutura económica.
Dos serviços operativos realizados, frisou, a unidade registou mais de 200 infracções, que resultaram na apreensão de diversas mercadorias.
Um tal número de infracções, disse, “constitui preocupação para o Comando da unidade”. A Unidade Fiscal Portuária é uma instância operativa da subordinação do Comando Nacional da Polícia Fiscal, alojada nas instalações dos Serviços Regional da Alfândega de Luanda. Tem 240 efectivos, entre oficiais, sargentos, agentes e trabalhadores civis.

 

Entre as múltiplas missões e tarefas, a unidade garante a fiscalização externa do Porto, a segurança das instalações aduaneiras e a manutenção da ordem.

 

 

Fonte: Jornal de Angola

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »