Apacominas projecta remoção de engenhos em seis municípios

Sumbe – Os municípios do Libolo, Kilenda, Cela, Amboim, Kibala e Mussende, província do Kwanza Sul, constam do plano de áreas a serem desminadas pela organização não governamental angolana Apacominas.

A informação vêm expressa num documento a que à Angop teve acesso hoje (sexta-feira), no Sumbe, que dá conta de que trabalhos preliminares foram já efectuados nas referidas circunscrições.

Adianta que a Apacominas tem identificadas, na província do Kwanza Sul, 269 áreas suspeitas de estarem implantadas com minas, perigando a circulação das pessoas que se dirigem as zonas de cultivo, em busca de àgua, na condução do gado ao pastos, recolha de lenha, construção e, ou, reabilitação de vias de acessos e outras infraestruturas.

Refere também que um financiamento, de mais de 20 milhões de euros, doado pela comunidade europeia e parceiros, vai permitir o trabalho de desminagem utilizando tecnologia mecânica e manual.

O trabalho deve ter duração de três anos, e vai empregar 99 especialistas.

No lançamento do projecto, no último dia 03, o embaixador da União Europeia em Angola, Xavier Puyol, assegurou que a instituição continuará a prestar apoio a actividade de desminagem para facilitar o desenvolvimento do país.

“Pretendemos financiar projectos de desminagem, igualmente, nas províncias do Kuando Kubango, Kwanza Norte e Moxico, para, desta forma, alargarmos a rede dos nossos financiamentos,” asseverou na oportunidade.

A Apacominas opera desde 2004, e as suas acções realizam-se em conformidade com os planos estratégicos de desminagem do Governo de Angola.

A província do Kwanza Sul tem 12 municípios e 36 comunas.

Fonte: Angop

DEIXE UMA RESPOSTA