Álcool é a droga mais consumida no país

O álcool é das drogas mais consumidas pelos jovens em Angola, afirmou ontem, em Luanda, a coordenadora da Comissão Interministerial de Luta Anti-Droga (CILAD), Ana Mamede Graça.
Usando da palavra durante uma palestra realizada pela CILAD, no Centro Pré-Universitário, em alusão ao Dia Mundial de Combate às Drogas, que se assinala no domingo, Ana Mamed lembrou que o consumo de drogas tem tido graves consequências para a sociedade.
Referiu que, além do álcool, outras drogas muito consumidas são a cocaína, a liamba e o craque. “O consumo pode diminuir se o Ministério da Agricultura criar políticas para reduzir a sua plantação no território nacional”, referiu.
“O álcool é a droga mais preocupante e tem sido mais consumido em zonas suburbanas pelos jovens, devido à sua fácil aquisição. Temos de combater esta situação urgentemente, porque tem provocado muitas vítimas, na maior parte das vezes em acidentes de viação, agressão física e outros factores que provocam a morte”, referiu.
Sublinhou que a família assume um papel importante no combate ao uso das drogas e defendeu o diálogo para ajudar a ultrapassar esta situação. O CILAD recomenda às pessoas que queiram abandonar a droga para se dirigirem à Psiquiatria de Luanda, onde existe um departamento que atende os que são toxicodependentes. “Ainda não temos centros de reabilitação com capacidade para atender muitos casos no país, mas o Governo está a fazer esforços para construir, em breve, um centro”, sublinhou Ana Mamede.
A coordenadora da Comissão Interministerial de Luta Anti-Droga considera que o centro de reabilitação da Organização Não Governaental Remar é insuficiente para atender todos os casos de toxicodependência, Defendeu o engajamento de toda a sociedade angolana na luta contra o mal.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA