Ajuda ao Afeganistão dependente de fundos

O Programa Alimentar Mundial (PAM) da ONU anunciou ontem que vai cortar a assistência alimentar a mais de três milhões de afegãos em cerca de metade das 34 províncias do país, por falta de fundos. A agência da ONU afirmou que previa fornecer alimentos a mais de sete milhões de pessoas no Afeganistão neste ano, mas a falta de fundos significa que apenas 3,8 milhões vão continuar a receber ajuda através de escolas, programas laborais e de formação. De acordo com a agência noticiosa norte-americana AP, o PAM acrescentou que precisava de mais 220 milhões de dólares norte-americanos (cerca de 140 milhões de euros) dos doadores para continuar o trabalho no Afeganistão, ao nível originalmente planeado.
O programa vai orientar a distribuição de assistência alimentar para os afegãos mais necessitados, especialmente mulheres e crianças, disse o director-adjunto do PAM para o Afeganistão, Bradley Guerrant. “Estamos a trabalhar duramente para angariar os fundos.

 

 

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA