Água ao domicílio a partir deste mês

A população da cidade de Ndalatando, capital da província do Kwanza-Norte, vai contar com abastecimento de água potável ao domicílio, a partir do próximo dia 25 do corrente mês, num investimento avaliado em 9,6 milhões de dólares.
A informação foi divulgada pelo director Nacional do Abastecimento de Água e Saneamento, Lucrécio Costa, no final de uma visita da ministra da Energia e Água, Emanuela Lopes.
O projecto incluiu a construção de 96 fontanários e mais de 1.600 ligações domiciliares, num total de 34 quilómetros de rede na cidade e arredores.
A cidade de Ndalatando vai ser abastecida através do “Projecto Mucari”, a partir de uma represa localizada 17 quilómetros a Leste da cidade, com capacidade para fornecer 96 litros por segundo. O projecto começou a ser executado em 2008.
Os trabalhos levados a cabo integraram o novo sistema de abastecimento de água, que incluiu a reabilitação de sete quilómetros e meio de tubagem em “PVC”.
Foi igualmente construído um reservatório de distribuição semienterrado, com capacidade para armazenar cinco mil metros cúbicos de água. O projecto incluiu a edificação de um armazém destinado aos produtos químicos e um outro para a instalação de um laboratório de análises à água.
Lucrécio Costa disse que é urgente uma melhoria significativa do abastecimento de água nas localidades do Catome de Baixo, Sassa, Quilómetro 11, São Pedro da Kilema, Dange ya Menha e Caxissa. A Direcção Nacional de Abastecimento de Água (DNAAS) informou que o projecto relativo à reabilitação e expansão do sistema de abastecimento de água à cidade do Dondo, município de Cambambe, foi submetido ao Tribunal de Contas para a competente aprovação.

Relativamente ao futuro abastecimento de água do Alto Dondo, a Direcção Nacional de Abastecimento de Água referiu que os estudos elaborados encontram-se em fase de apreciação, visando a aprovação, que deve ocorrer dentro de 90 dias, para melhorar o abastecimento à população.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA