Agência angolana conquista prémios

A Associação Angolana de Publicidade esteve representada por José Guerreiro
A Associação Angolana de Publicidade esteve representada por José Guerreiro

O Grande Prémio do festival de publicidade de Maputo foi atribuído à campanha de sensibilização para o lixo abandonado nas ruas, criada para o Governo Provincial de Luanda pela Agência de Publicidade Executive Center.
O trabalho consistiu em pintar lixo nas ruas de Luanda com mensagens educativas para chamar a atenção ao problema. Esta ideia teve grande impacto no júri internacional do festival, que foi unânime na atribuição do grande galardão a Angola e que se referiu à iniciativa como um exemplo de criatividade e responsabilidade social a seguir por outros países africanos.
O Festival Internacional de Publicidade de Maputo começou a 25 de Maio e este ano registou a participação de 28 agências de publicidade oriundas de Portugal, Angola, Moçambique, Maurícias, Brasil, Cabo Verde e França, batendo o recorde de peças inscritas a concurso.
O júri foi presidido pelo criativo moçambicano José Ricardo Cabaço, que trabalha nos EUA como director da marca da Nike. De acordo com os membros do júri, a competição foi dura, pois os padrões exigidos pelo presidente foram muito altos. Outras peças publicitárias das angolanas Executive Center e Publivision foram também premiadas com prata e bronze. A Semba Publicidade ficou incluída na lista dos finalistas.
Em simultâneo, realizou-se em Maputo a sessão anual da assembleia-geral da Confederação de Publicidade dos Países de Língua Portuguesa (CPPLP), da qual fazem parte as associações representativas de quatro países: Associação Angolana das Empresas de Publicidade e Marketing (AAEPM), Associação Brasileira de Agências de Publicidade (ABAP), Associação Portuguesa de Agências de Publicidade (APAP), Associação Cabo-Verdiana de Marketing (MARKA) e a Associação Moçambicana das Empresas de Publicidade (AMEP).
A associação angolana esteve representada por José Guerreiro, presidente da Associação Angolana das Empresas de Publicidade e Marketing.

 

 

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA