Actores sociais são mobilizados para o resgate dos valores cívicos

A chefe do gabinete para a cidadania e sociedade do comité central do MPLA, Fátima Viegas, pediu aos actores sociais da província do Namibe, para terem consciência e responsabilidade individual na partilha dos grandes problemas sociais.
Fátima Viegas, que falava na abertura de um seminário, sobre o resgate dos valores cívicos e culturais, disse ainda que um dos grandes objectivos da realização destes encontros é juntar os principais actores sociais, no sentido de analisar, reflectir, discutir e trocar conhecimentos sobre a situação dos valores cívicos morais e culturais em particular das famílias.
“Nos últimos anos, a família tem sido palco de violência, assistimos a uma degradação de valores que assusta qualquer pessoa e preocupa toda a sociedade. É neste sentido que apontamos o segundo objectivo que é analisar o papel e o contributo das autoridades tradicionais neste processo de educação cívica”, disse Fátima Viegas.
A autoridades tradicionais na qualidade de pacificadores e reconciliadores das comunidades e sendo os juízes da paz social, “devem colaborar com toda a sua experiência e sabedoria para resolvermos esta situação”.
A identificação dos parceiros para o desenvolvimento do processo de resgate dos valores cívicos e culturais é outro objectivo a atingir com a realização dos seminários.
A primeira secretaria provincial do MPLA no Namibe, Cândida Celeste, aconselhou todos a preservar e valorizar o variadíssimo mosaico cultural do país: “temos de dar valor a tudo o que nos identifica e reconquistar tudo o que perdemos e ainda se pode perder se não começarmos a ganhar uma nova consciência na valorização do nosso património histórico e cultural e cívico”.
Cândida Celeste garantiu que esta batalha vai ser vencida: “nós não somos contra a modernidade nem contra a globalização, estamos sim contra práticas que sejam contrárias aos usos e costumes do nosso povo”.

Fernando da Paixão, chefe do departamento de informação e propaganda do comité provincial do MPLA no Namibe no seminário falou sobre o tema “o papel das autoridades tradicionais enquanto depositários dos valores cívicos e culturais. Chamou atenção para o problema da “importação de culturais alheias”, quebrando assim os valores nacionais.
“Hoje tudo o que vem de fora e que nos é estranho, parece bom e bonito, quando na verdade são práticas e costumes de outros povos”.
O tema “a relevância da participação dos projectos comunitários no processo de educação cívica e moral” foi apresentado por Zeferino Cavalu, técnico sda organização não governamental ADRA.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA